Os 07 Benefícios do Selênio com Bases Científicas

Mesmo que você nunca tenha ouvida falar sobre o selênio, ele é um nutriente muito importante para sua saúde. O selênio é um mineral essencial, isso quer dizer que você deve inclui-lo em sua dieta.

Ele não precisa ser consumido em grandes quantidades, mas desempenha um papel muito importante no organismo, como a função da tireoide e metabolismo.

Vejamos neste artigo apenas 07 benefícios do selênio para saúde, e todos eles apoiados cientificamente.

1. Pode proteger contra doença cardíaca

Tenha uma boa dieta neste nutriente para manter seu coração saudável, os baixos níveis de selênio tem associação a um risco de doença arterial coronariana maior.

Em uma análise de 25 estudos de observação, os níveis deste mineral no sangue tiveram um aumento de 50% e uma redução de 24% para a doença arterial coronária.

O selênio também pode diminuir os marcadores de inflamação no organismo, um dos principais fatores de risco para doença cardíaca.

Em uma revisão de 16 estudos controlados com mais de 433 mil pessoas que sofreram com a doença coronária, os níveis do marcador inflamatório teve uma redução significativa.

Os níveis de glutationa peroxidase, um poderoso antioxidante também aumentou.

Isso mostra que este micronutriente pode ajudar a diminuir o risco de doença cardíaca, reduzir a inflamação e o estresse oxidativo no organismo.

Esse estresse oxidativo e também a inflamação tiveram ligação à aterosclerose, ou ao acúmulo de placa nas artérias.

A aterosclerose pode causar problemas de saúde perigosos como acidentes vasculares cerebrais, ataques cardíacos e mais uma vez, a doença arterial coronariana.

Procure adicionar na sua dieta, alimentos ricos em selênio como uma excelente maneira de manter os níveis de estresse oxidativo e inflamação lá em baixo.

2. Atua como um poderoso antioxidante

Um antioxidante é um poderoso composto nos alimentos que previne os danos celulares causados por radicais livres.

Os radicais livres basicamente são subprodutos normais de processos como o metabolismo que ocorrem em seu corpo diariamente.

Eles muitas vezes recebem uma má reputação, porém, os radicais livres são de fato importantes para saúde.

Eles podem desempenhar muitas funções importantes, que incluem a proteção do corpo contra a doença.

No entanto, fazer algumas coisas como fumar, fazer uso de álcool e estresse podem levar ao excesso de radicais livres.

Isso é o que leva ao estresse oxidativo, danificando as células saudáveis.

Esse estresse oxidativo teve uma ligação à doenças crônicas como a doença de Alzheimer, doença cardíaca.

Também o envelhecimento prematuro e risco de acidente vascular cerebral.

Antioxidantes como o selênio podem ajudar a diminuir o estresse oxidativo, mantendo o número de radicais livres sob controle.

Eles funcionam neutralizando o excesso de radicais livres e protegendo as células dos danos que são causados devido ao estresse oxidativo.

3. Pode reduzir o risco de certos cânceres

O mineral não apenas diminui o estresse oxidativo no organismo, como também ajuda a reduzir o risco de alguns tipos de câncer.

Essa afirmação foi atribuída à capacidade que o selênio tem de reduzir o dano do DNA e estresse oxidativo, estimulando o sistema imunológico e destruindo as células cancerosas.

De acordo com uma revisão de 69 estudos com mais de 350.000 pessoas, foi descoberto que o alto nível sanguíneo de selênio pode ser útil contra certos tipos de câncer, que incluem o câncer de mama, pulmão, cólon e próstata.

Esse efeito teve uma ligação apenas ao selênio dos alimentos, e não de suplementos.

No entanto, de acordo com algumas pesquisas, a suplementação do selênio pode ajudar a reduzir os efeitos colaterais em pessoas que estão passando por terapia de radiação.

Como exemplo, um estudo observou que os suplementos de selênio oral podem melhorar a qualidade de vida geral.

Eles reduziram a diarreia causada por radiação em mulheres que sofrem com câncer cervical e uterino.

4. É importante para a saúde da tireoide

A glândula tireoide funciona muito bem com a presença do selênio.

Sabia que o tecido da tireoide contém a maior quantidade deste mineral em contraste com qualquer outro órgão do corpo humano?

Este mineral também protege contra o dano oxidativo, desempenhando um excelente papel na produção de hormônios tireoidianos.

Uma glândula tireoide saudável é importante porque regula o metabolismo e controla o crescimento e o desenvolvimento no corpo.

A deficiência de selênio teve uma ligação a doenças da tireoide como a tireoidite de hashimoto, já ouviu falar?

Ela caracteriza-se por um tipo de hipotireoidismo onde o sistema imune ataca a glândula tireoide.

Em certo estudo de observação feito com mais de 6.000 pessoas chegou a conclusão de que os níveis baixos séricos de selênio tiveram associação a um risco maior de tireoidite autoimune e hipotireoidismo.

Os suplementos de selênio podem ajudar as pessoas que sofrem com a doença de hashimoto, segundo estudo.

De acordo com uma revisão, o uso de suplementos de selênio promoveu anticorpos tireoidianos mais baixos em apenas 3 meses.

Além disso, eles também promoveram melhorias no humor e bem estar geral em pacientes com a doença de Hashimoto ( 2 ).

Mas, é preciso mais pesquisas para que os suplementos a base deste mineral possam ser recomendados para a doença de Hashimoto.

5. Ajuda a prevenir o declínio mental

A doença de Alzheimer é a sexta principal causa de morte somente nos Estados Unidos.

Ela caracteriza-se em uma condição que causa a perda de memória e o pensamento e comportamento.

A notícia ruim é que o número de pessoas com a doença está aumentando, acho que isso não é uma novidade.

Então, é importante encontrar maneiras de prevenir esta condição degenerativa.

Alguns estudos acreditam que as doenças como esclerose múltipla, Parkinson e doença de Alzheimer podem ter ligação com o estresse oxidativo.

Muitos deles mostraram que pessoas com a doença de Alzheimer apresentaram níveis mais baixos de selênio no sangue.

De acordo com estes estudos, o selênio nos alimentos e suplementos pode melhorar a memória em pacientes com esta doença.

A dieta mediterrânica é rica em alimentos ricos em selênio como as nozes e frutos do mar.

Estes alimentos tiveram uma associação menor ao risco de desenvolver a doença de Alzheimer.

6. Aumenta o sistema imunológico

O sistema imunológico tem o poder de manter o corpo mais saudável e resistente, no sentido de lutar contra potenciais ameaças.

Estas ameaças incluem os vírus, bactérias e parasitas.

Este mineral antioxidante ajuda a reduzir a inflamação, o estresse oxidativo e aumenta a imunidade.

Estudos demonstraram que o aumento dos níveis sanguíneos de selênio está associado a uma resposta imune melhorada.

Por outro lado, a deficiência demonstrou impacto negativo nas células imunes e pode levar a uma resposta imune mais lenta (3).

Alguns estudos também ligaram a deficiência com um risco maior de morte e progressão para doença em pessoas com HIV…

enquanto que os suplementos tiveram menos incidências de pessoas hospitalizadas e uma melhora mais significativa para estes sintomas (4).

Além disso, os suplementos de selênio podem ajudar a fortalecer o sistema imunológico em pacientes com gripe, tuberculose e hepatite C.

7. Pode ajudar a reduzir os sintomas de asma

o selênio pode reduzir os sintomas de asma, que é uma doença crônica, ela afeta as vias aéreas que transportam o ar dentro e fora dos pulmões.

Elas acabam ficando inflamadas e começam a estreitar-se, isso acaba causando falta de ar, opressão no peito, tosse e sibilância.

Esta condição tem sido ligada aos níveis de estresse oxidativo aumentados e também inflamação no corpo.

Por causa da capacidade que o selênio tem de diminuir a inflamação no organismo, estudos sugerem que este mineral por ser eficaz na redução de sintomas relacionados à asma.

Pessoas com asma podem ter níveis mais baixos de selênio no sangue.

De acordo com um estudo, pacientes asmáticos com níveis bem mais elevados de selênio no sangue tiveram uma função pulmonar bem melhor, do que os pacientes com níveis mais baixos do nutriente.

Os suplementos do selênio podem também ter excelentes benefícios na redução dos sintomas ligados à asma.

Veja por exemplo, um estudo feito com pacientes asmáticos descobriu que 200 mcg de selênio por dia reduziu o uso de medicamentos corticosteróides que são usados para controlar os sintomas (5).

Apesar disso, a pesquisa neste assunto tem seus conflitos, maiores estudos são necessário para entender de fato o papel do selênio do desenvolvimento e tratamento da asma.

selênio pode ser benéfico para pessoas com asma devido à sua capacidade de diminuir a inflamação no corpo. No entanto, são necessárias mais pesquisas.

Melhores Fontes Dietéticas de Selênio

Felizmente, há muitos alimentos saudáveis ​​que são ricos em selênio.

Os seguintes alimentos são ótimas fontes:

  • Nozes do Brasil: 137% em uma porção (5 gramas)
  • Halibut: 106% (159 gramas)
  • Atum albão: 77% (85 gramas)
  • Ostras: 77% (85 gramas)
  • Sementes de girassol: 62% (56 gramas)
  • Cogumelos Shiitake: 51% (145 gramas)
  • Frango: 50% (140 gramas)
  • Ovos: 44% em 2 ovos grandes (100 gramas)
  • Sardinha: 36% em 4 sardinhas (48 gramas)

A quantidade de selênio que estes alimentos tem a base de plantas varia bastante dependendo do teor deste nutriente no solo em que foram cultivadas.

Assim, as concentrações de selênio nas culturas dependem em grande parte de onde elas são cultivadas.

Por exemplo, no Brasil, um estudo mostrou que a concentração do selênio teve bastante variações por região.

Enquanto uma sola castanha do Brasil de uma região forneceu até 288% da ingestão recomendada, outras forneceram apenas 11% (6).

Por isso é necessário ter uma dieta bem variada que inclui mais de uma fonte deste mineral importante.

Perigos da ingestão excessiva de selênio

Mesmo que ele seja importante para saúde, pode também ser perigoso.

Na verdade, consumir altas doses de selênio pode ser tóxico e até fatal.

Mesmo que a toxicidade do selênio seja bem rara, o ideal é ficar perto da quantidade recomendada de 55 mcg por dia.

Nunca exceda o limite superior tolerável de 400 mcg por dia (7).

As nozes produzidas aqui no Brasil possuem quantidades bem elevadas de selênio.

O seu alto consumo poderia levar à toxidade do selênio.

No entanto, a toxicidade é mais provável se tomar suplementos ao invés de comer alimentos contendo o mineral.

Os sinais de toxicidade do selênio incluem:

  • Perda de cabelo
  • Tontura
  • Náusea
  • Vômito
  • Lavagem facial
  • Tremores
  • Dor muscular

Em situações mais graves, a toxidade aguda do selênio pode acabar levando a sérios sintomas neurológicos, intestinais, insuficiência renal, ataque cardíaco e até a morte.

Conclusão

Agora sabemos que o selênio é um poderoso mineral muito importante para que o corpo funcione perfeitamente.

Para pessoas iniciantes, ele tem um papel crítico no metabolismo e na função da tireoide.

Também ajuda a proteger o corpo de danos causados pelo estresse oxidativo.

Não apenas o selênio é importante para saúde, ele também ajuda a impulsionar o sistema imunológico.

Também retarda o declínio mental relacionado à idade e até mesmo reduz o risco de doença cardíaca.

Podemos encontrar este micronutriente em uma gama de alimentos, que vão desde ostras à cogumelos.

Adicionando mais alimentos ricos em selênio para sua dieta é uma excelente maneira de manter uma boa saúde.

Compartilhe:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *